segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Ode à Alice

O vento soprava forte, mas fomos à praia na mesma. Queria partilhar o sorriso desta criança, que muito me fascina com a sua generosidade e o que nos oferece, sem pedir nada em troca. Talvez seja a sua mãe, que com a sua magia e dedicação, faça da Alice uma pessoa tão especial. Acho que é o conjunto das duas. E sentir novamente os cabelos salgados e cheios de areia trazida pelo vento, mas também pelas mãos da pirralha que gosta de brincar; ver este sorriso e ficar com os braços cansados dela trepar pelas nossas pernas enquanto pede: "só mais uma vez!", tem de facto um sabor especial.

1 comentário:

Geraldine disse...

Eis que surge o momento de gritar perante todo o mundo o quanto estou grata PELA MARAVILHOSA PESSOA QUE ÉS E PELA TUA AMIZADE. Obrigada pela tua sensibilidade. Obrigada pelo amor e dedicação à Alice. Obrigada. As tuas palavras comovem e fazem sorrir o meu coração. Por tudo isto, um bem haja a ti. E que todo o mundo saiba que é um orgulho ter-te por perto. Quero estimar aquilo que nos une.

Gi